terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Opinião - O último conjurado de Isabel Ricardo

Sinopse:
Há sessenta anos que Portugal era humilhado pelos Filipes de Espanha. 

É então que um grupo de heróis decide revoltar-se. 

1640. O jugo espanhol dura há sessenta anos. Seis décadas de identidade roubada, pátria escondida e falsa lealdade. Mas algo está diferente: fala-se do enigmático Capitão Gualdim, que desafia o poder espanhol pelas ruas de Lisboa enquanto se conspira nas sombras e a guerra contra o domínio espanhol ameaça rebentar. Uma importante parte da nossa História ganha vida em O Último 

Conjurado de Isabel Ricardo, onde a realidade se cruza com a ficção. Duelos, emboscadas, amores e muito mistério envolvem as principais personagens, três jovens cavaleiros que vivem todo o tipo de aventuras. Um romance histórico que representa com rigor os factos ocorridos neste tão importante período da nossa História, enlaçado numa maravilhosa narrativa cheia de suspense.

Opinião:

Um livro cativante e muito bem escrito, que nos leva ao passado para reviver o domínio espanhol sobre o nosso país e a restauração da nossa independência. 
Através das aventuras de três amigos conjurados e do fantástico Capitão Gualdim, ficamos a conhecer parte da nossa história. Gualdim é um mascarado justiceiro sempre pronto ajudar quem mais precisa e a estragar os planos dos espanhóis e seus servidores. A sua identidade é um mistério que nos acompanha até as últimas páginas.
Isabel Ricardo com a sua escrita cativante e muito cuidada, dá-nos uma lição de história. É muito fácil e divertido aprender assim. A única dificuldade é parar de ler. 
Fantástico. Adorei! 

Bem... Só isto não chega...

Este é um livro muito fácil de ler e difícil de parar.
Assim que comecei a ler e me deparei com o mascarado e descarado Capitão Gualdim, uma mistura de Zorro e Robin dos Bosques, percebi que me esperava uma leitura recheada de momentos divertidos. Este Gualdim é uma verdadeira pedra no sapato para os malvados espanhóis e seus comparsas. 
A história não gira em torno deste personagem, mas sempre que há confusão é bem possível que o mascarado esteja envolvido. 
Um ponto a favor deste livro são as personagens. Apesar de ser um romance histórico, temos mulheres com forte personalidade e até a frente do seu tempo como D.Laura. As mulheres desta história são tão ou mais destemidas que os aventureiros e malvados, e agora que penso nisso, agrada-me :). D.Teresa protagoniza uma cena bastante angustiante e é sem duvida um dos momentos mais fortes do livro. 
A cumplicidade dos três amigos D.Pedro, D.Diogo e D.Afonso é digna de registo. E como há sempre um mauzão em todas as histórias, temos o D. Cristóvão que odeia de morte estes três amigos.

Pelo meio encontramos várias personagens de grande importância e com grandes revelações, mas têm de ler para conhecer.

Não é fácil resumir ou destacar todos os acontecimentos que acho relevantes neste livro. 
Importa saber que enquanto os amores e ódios acontecem, uma revolução é preparada em total sigilo. 
Há amores, ciúmes, um parto de cortar a respiração, uma revolução, mortes e a alegria de um povo que vê a sua independência reconquistada.

Leitura conjunta:

Esta foi uma leitura que tive o prazer de partilhar com outros leitores. 
O desafio foi lançado n'O Cantinho do Corvo Fiacha e foi uma experiência muito enriquecedora, Contámos com a presença da própria autora, Isabel Ricardo, o que tornou o desafio mais aliciante. Gostei muito da participação da Isabel e a sua disponibilidade para rir connosco, tirar dúvidas ou deixar-nos mais curiosos foi uma surpresa muito agradável. Pelo meio fiquei a saber que ela tem outros romances muito interessantes e espero que esta experiência se repita. 
Foi um prazer esta leitura conjunta!

Leiam romance histórico. É uma excelente forma de viajar no tempo e conhecer o nosso passado. Este é um género que gosto muito e é tão fácil aprende assim. 
Leiam autores portugueses!

Recomendo este livro, leiam O ÚLTIMO CONJURADO.

Boas leituras