quarta-feira, 26 de março de 2014

Tenho o teu número de Sophie Kinsella

Sinopse
Dez dias antes do casamento, Poppy perde o anel de noivado. Desesperada, Poppy começa a telefonar a toda a gente para pedir ajuda e alguém lhe arranca o telemóvel da mão! Também o roubaram! Como irão agora avisá-la se encontrarem o anel? E, imediatamente, Poppy vê um telemóvel num caixote do lixo, um telemóvel abandonado de que ela precisa urgentemente. Poppy dá o seu novo número a todos os amigos e também atende as chamadas recebidas e lê as mensagens endereçadas à anterior proprietária, a secretária (que acaba de se demitir) de Sam Roxton, um empresário importante. Enquanto continua à procura do anel, Poppy mantem-se em contacto com Sam Roxton, o novo proprietário do telefone. Sam vai deixá-la ficar com o aparelho, desde que ela lhe reencaminhe todas as mensagens que receber, mas às vezes Poppy responde por Sam em assuntos profissionais e também pessoais. Não se contém. Sam também começa a opinar sobre a vida de Poppy, o seu casamento, sobre os sogros e até sobre o noivo, que talvez, não seja tão maravilhoso como ela pensava.

Este é um livro fantástico que em Portugal parece não estar a fazer muito sucesso, pelo menos eu nunca tinha visto aqui na Web, desconhecia totalmente até a Catarina do blogue Little House Of Books falar sobre ele. Confesso que não comprava um livro com esta capa, sim é bonitinha, romântica, fofinha... mas não o meu tipo de capa favorita. Se o visse numa loja nem lhe pegava, o que é pena porque este livro é muito bom, mesmo.

Li o e-book brasileiro, nem sempre me agradam, mas neste tipo de romances até acho divertido.

Gostei do livro desde o inicio, a Poppy é muito divertida. O facto de ser ela a narrar a história aproximou-me logo e ao longo do livro, identifiquei-me muito com ela.

Poppy está noiva de Magnus e perde o seu anel de noivado, num hotel, anel que está na família do noivo a três gerações. Desesperada começa a dar o número de telemóvel a toda a gente, na esperança que alguém o encontre e assim o recupere. Para piorar as coisas, acabam por lhe roubar o télemovel.
Este livro é cheio de surpresas. Poppy miracolosamente encontra um telemóvel que pertence a um empresário, Sam Roxton. E ai começa uma aventura cheia de peripécias, para recuperar o anel e para manter o telemóvel consigo, pois deu o novo numero a toda a gente. Há muito que não me divertia tanto com um livro e depois da última leitura, foi bom para me libertar. 
Gostei das personagens. Das alterações de Poppy e Sam que com a convivência e metendo-se na vida um do outro, fazendo análises bem sinceras, obrigaram-se a repensar na vida e no que realmente era importante para eles. Gostei das notas que finalizavam cada capítulo, com um complemento aos pensamentos de Poppy, pequenos apartes que me divertiram. Gostei do final, obviamente feliz e é sempre bom quando um livro nos rouba uns sorrisos.

Não quero falar muito da história, para se surpreenderem como eu e porque vou deixar o vídeo da Catarina. É um livro que recomendo, não sei com é a tradução portuguesa pois li a brasileira, mas espero que agrade.
Deixo capa de outras edições, para perceberem a minha frustração em relação a portuguesa. =)

Foi o primeiro livro que li da autora e vou ler mais de certeza.

Beijo e boas leituras!!


Outras edições