sexta-feira, 20 de junho de 2014

Pra lá de Bagdá de Joana Godoy

Sinopse:

Uma vida de sonhos e de ilusões estraçalhadas.
De luta, não só pela sua própria sobrevivência como a de seus filhos, e acima de tudo, uma luta ferrenha contra sérios problemas emocionais que a levaram a inúmeras internações psiquiátricas, capazes de causar irreparáveis traumas.

Mas nem tudo são sombras na vida desta mulher guerreira. Sobram-lhe sucesso na criação dos seus filhos companheiros de toda a vida, a constante presença de fiéis amigos, a vida profissional que se cumpre com relativo sucesso apesar dos pesares.

É disto tudo que trata Pra Lá de Bagdá um livro que pretende tocar também os seus sentimentos.


Pra lá de Bagdá é um relato impressionante de uma mulher guerreira. Uma mãe corajosa que apesar dos seus estados de loucura não perdeu noção das suas responsabilidades. Joana é um exemplo para muitas mulheres. Teve a coragem de se divorciar quando se apercebeu que o casamento já não fazia qualquer sentido, lutou pelos seus filhos e sempre se preocupou com a sua formação profissional e progressão na carreira, para assim poder dar uma vida melhor aos seus filhos.
Joana Godoy é um exemplo para mim  e muitas mulheres que passam por momentos mais angustiantes. 
Ao longo deste livro conhecemos um período da sua vida em que a razão e a sua determinação se misturam com estados de loucura que vão piorando ao longo do tempo. O que mais me impressionou foi a sua força para sobreviver, a luta por um emprego melhor.
Joana tinha um problema, não sabia lidar com o amor, gerir emoções. Ao longo do livro descreve algumas situações em que me revi, como amores platónicos e obsessivos, mas que no seu caso a levaram a loucura sendo sujeita a vários internamentos e tratamentos pesados. Desenvolvi tal empatia com Joana que cada recaída me custava também.

Joana é uma super mulher e recomendo este livro a todas as mães e não só, que atravessam ou atravessaram momentos piores na sua vida. 
Acredito que pode ser classificado com auto-ajuda também, é um exemplo de vida, de coragem e determinação. 
Recomendo também a quem se interessa pelo comportamento humano. Foi isso que despertou o meu interesse e fiquei bastante satisfeita.

Confesso que quase desisti ao inicio. Joana Godoy é brasileira, obviamente o livro está escrito em Português do Brasil e demorei um pouco a habituar-me. Mas a certa altura a história ganha um ritmo alucinante e assim que cheguei lá, li bastante bem, ignorando uma ou outra palavra que não entendia. Ainda bem que não desisti.

A história de Joana tocou-me. Revi-me algumas vezes nas suas experiências. Fica o seu exemplo e o meu  maior respeito pela loucura humana.

Este livro é uma edição Chiado Editora e podem adquiri-lo aqui. 

***

Comentário muito pessoal

Terei eu roçado a loucura? Aquela loucura doente? 
Certas atitudes estranhas apenas me pareceram festejos de batalhas ganhas. Nada que eu não faça =)

"Dei festinha para comemorar a instalação de cortinas em toda a casa, outra para comemorar a compra de um aparelho de som."

Revi-me em tantos pensamentos de Joana que suspirei de alivio pelo meu estado de saúde mental. 
A dada altura é diagnosticada esquizofrenia a Joana, não era só um problema de gestão emocional...