quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Fox Trot - Uma família doida como tantas outras!!

FoxTrot é uma tira de banda desenhada criada em 1988 pelo cartoonista americano Bill Amend.





   Nos Estados Unidos as tiras começaram a ser publicadas diariamente num jornal e mais tarde em livros. Em Portugal os livros começaram a ser lançados pela Gradiva Publicações em 1998.
   O meu irmão na altura foi comprando a colecção e até eu me rendi a esta família. Muito ri a conta deles.

   A Família Fox é uma típica família americana, a mãe Andy, o pai Roger, o filho mais velho Peter, a filha Paige e o filho mais novo ( a minha personagem favorita) Jason. Não posso deixar para trás a iguana Quincy, do Jason. 
   Acho que quem tem irmãos se vai rever algumas vezes nas peripécias desta família. Jason Fox é o marrão da família, cheio de sentido de humor, tem um amigo assim como ele e passam a vida a conspirar e a fazer novas invenções. Um dos seus passatempos favoritos é chatear a irmã, só para se rir um pouco... é muito bom :)  

  Já a algum tempo que não leio estes livros e quem me pediu para falar deles foi o meu filho. Como era de esperar também gostou desta família, principalmente do Jason e da sua iguana. Quem não gosta nada de Quincy é a Paige que passa a vida a assustar-se e a fugir dela.

  Apresento a tira que o conquistou... acho que ele também pensou o mesmo que o Jason..


  São muitas as histórias que podia falar. Para além do dia a dia da família a BD acompanha a actualidade e de vez em quando aparecem por lá algumas personagens ou cenas de filmes, normalmente estes por imaginação ou invenções do Jason. 
  
  Pelo que me apercebo estes livros não são muito populares em Portugal mas é a colecção que qualquer adolescente ( e não só) bem disposto devia ler. Recomendo.

  Podem comprar os livros on-line, talvez essa seja a forma mais fácil ou então acompanhar no site http://www.foxtrot.com.


    "Pequeno aparte" 

   Os livros de banda desenhada são um grande incentivo para as crianças começarem a ter gosto em ler. Pelo menos com o meu filho funcionou. No inicio duvido que ele se concentrasse e entendesse as piadas, algumas vezes ele pedia para eu explicar ou ler para ele mas assim que entendeu como se lia não largou mais estes livros. O primeiro livro que ele leu foi um do Dragon Ball, provavelmente entendia a história pelos desenhos mas era uma delicia vê-lo andar para todo o lado com o livro. Ofereçam livros as vossas crianças, elas gostam e só lhes faz bem, alimenta a imaginação e a personalidades delas.